sábado, 9 de dezembro de 2006

MUITO MAIOR A SAUDADE



O que é saudade

Senão ansiedade de voltar

No tempo que se perdeu

Longe de toda emoção

Do amor que terminou

Sem avisar sem perdão



Da louca vontade de rever

Aquele lugar mais bonito

Onde fomos muito felizes

É a necessidade de ouvir

Aquela voz mais querida

De um alguém inesquecível



É a saudade de sentir

Aquela carícia mais terna

Ouvir o sussurro mais doce

De um grande amor perdido

O que pode ser a saudade

Senão a dor do desamor



De quem nunca esquecemos

Apesar da toda distância

De todos os obstáculos

Do passar de todos os anos

De todas as queixas e mágoas

Ainda resta aquela saudade



E a duradoura sensação

Resistente e teimosa ilusão

De que falta para ser dita

Uma palavra mais bonita



Capaz de reacender a paixão

É a falta do beijo mais longo

Aquele que sempre deixa

Muito maior a saudade.


Conceição Pazzola
Olinda, 11 de outubro de 2006.




 

Um comentário:

Maria Muadié disse...

Lindo, Ceiça.
"Saudade mata a gente, menina."
Beijo,
Martha