quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

O VISITANTE DE DEZEMBRO



Nas ruas apinhadas, nos centros de compras, há gente indo e vindo, todo mundo comprando às pressas. Ninguém dispõe de tempo para apreciar o nascer do dia, o raio de sol que parece brincar nas vidraças da janela, nas poças d’água das calçadas. Neste clima materialista, como seria recebido o aniversariante máximo desse mês tão festivo?

Se Jesus por milagre aparecesse no meio da rua, os carros freiariam a tempo? E as pessoas acreditariam, mesmo, que “Ele” voltou? Nos balcões apinhados das lojas, os olhares de cobiça se desviariam para o ilustre visitante?

O que Ele acharia do vai-e-vem enlouquecido, das vitrines cheias de papai Noel, árvores de Natal cobertas de falsa neve, do trânsito engarrafado das ruas, de tantas pessoas que esqueceram o significado de “Amai-vos uns aos outros” ?

Talvez seja preferível que não venha nos visitar, pelo menos, livra-se de sofrer decepção. Nesta insana época pré-natalina de consumismo desenfreado, talvez nem Jesus compreendesse o que toda essa gente diz comemorar no dia 25 de dezembro.

A Sua humildade magnânima a ponto de escolher uma manjedoura para chegar na terra, a crença na humanidade que O fizeram pronunciar: "Pai, perdoai-os porque eles não sabem o que fazem!”

Teria ainda esta crença, falaria a mesma coisa a esta humanidade de robôs?

Meu Deus, é melhor Jesus nem tomar conhecimento (como se isso fosse possível) do que nós chamamos hoje de Natal. Ele, que é tão bondoso, não merece tamanho desencanto.

Ainda é tempo dos homens aprenderem a olhar o seu semelhante, não apenas durante o mês natalino. Quem sabe, assim todos pudessem ser bem mais felizes.

Conceição Pazzola.

Dezembro/1977.


4 comentários:

Maria Muadié disse...

precisamos de mais calma, né Ceiça?
beijo

Marcela disse...

Um beijo bem grande, Ceiça querida.
Saudades de tu.
Feliz Dia de Reis.

José Calvino disse...

Escritoramiga Conceição,
Chuva de verão, hoje domingo, aproveito para visitar os blogs
dos(as)poetas... Vamos torcer,
não é Ceiça?
Beijos literários do,
Calvino

Sílvia Câmara disse...

rsrsrsrsrs
lá em cima, a postagem com o nome de Marcela, na verdade é minha.
um beijo, Ceiça querida.
Adorei saber que vc tbem quer vestir amarelo.